Buscar
  • davivalar

COMO ADAPTAR SUA CASA PARA O PET

O processo de adaptação do lar exige certa dose de dedicação dos tutores


Cachorro gosta de estar sempre perto do seu dono. Certamente ele vai preferir estar com você em um apartamento pequeno do que em um pátio grande sozinho. Por isso é importante que a nossa casa seja adaptada para que essa convivência seja a melhor e mais segura possível. Hoje vamos falar um pouquinho sobre como deixar a nossa casa mais adequada aos nossos pets.


Inicialmente é importante determinar o espaço que será do cão. Eles gostam de ter o seu espaço definido. Coloque a cama ou cobertor em um lugar cômodo e limpo da casa, de preferência com pouca passagem de pessoas, mas sem que o animal se sinta isolado da família. Faça o mesmo com a água e a comida, colocando-os em locais de fácil acesso para o cachorro.


Falando em água e comida, algumas raças são mais propensas em apresentar problemas de coluna e nas articulações. Principalmente quando o cachorro é mais idoso. Por isso, é importante ter comedouros e bebedouros elevados, que devem ser adaptados de acordo com a altura do pet. Para alguns especialistas a altura ideal é uns 10 cm abaixo da cernelha – região do pescoço onde é colocada a coleira.


Os cães amam investigar novos espaços e para evitar que o seu cãozinho se machuque, usar aquelas tampas de tomadas para crianças é uma ótima ideia, pois pode evitar que ele coloque a língua e as unhas nas tomadas. Fique atento também aos objetos sobre os móveis, seu cãozinho pode esbarrar no móvel vindo a se machucar. Cuide também de fios, cabos e aparelhos eletrônicos expostos ao alcance deles, além de destruir, o cãozinho pode até levar um choque.


Se a casa tem tapetes em alguns ambientes, é melhor fixá-los ao chão nos locais onde o cão mais se move e nas esquinas, onde ele passa correndo e pode escorregar. Também é bom colocar rampas, escadinhas ou tapetes na beirada de camas e sofás, nos quais o cão sobe e desce, especialmente se o pet for grande ou idoso.


Falando em piso, no geral, os melhores tipos de pisos são os feitos de material antiderrapante, que evitam escorregões do animal, e os atérmicos, que não absorvem calor do ambiente e mantem uma temperatura amena. É importante também escolher o revestimento pensando não só na estética, mas também na durabilidade do material. Afinal, o piso precisará resistir ao xixi, às fezes, às marcas e patinhas, às brincadeiras, aos riscos de unhas e ao adestramento.


Algumas raças de cães costumam cavar para preparar o local onde vão deitar. No caso dos gatos, é comum eles afiarem as unhas em sofás e poltronas. Nesses casos é importante pensar em uma capa protetora, manta ou até mesmo num móvel que não rasgue com o atrito das unhas. Se for possível, pense também em materiais e produtos que possam ser impermeáveis. Assim, caso o seu pet faça algum xixi por aí o estrago vai ser menor.


Seguindo os passos acima, você não terá problemas durante o processo de adaptação. Em algumas semanas, seu amigo estará achando seu novo lar perfeito! Lembre-se que um ambiente agradável e confortável é importante para uma boa qualidade de vida.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ACERTE NA HORA DE ESCOLHER UM CACHORRO DE PEQUENO PORTE

Eles são fofinhos mas nem sempre calminhos As raças pequenas são, geralmente, as mais “fofinhas” e desejadas na hora de escolher um pet. Isso se dá principalmente pelo espaço físico de convivência com

CACHORRO SENTE FRIO COMO AS PESSOAS?

Com a chegada do inverno é importante saber identificar e proteger bem os peludinhos Por mais que pareça óbvio para muita gente, essa é uma dúvida bastante comum entre os tutores. Por isso, é importan

OS NOMES PREFERIDOS DE CÃES E GATOS SEGUNDO O PET CENSO 2020

Muitos tutores recorrem a personagens famosos de filmes e celebridades Vocês sabiam que existe uma espécie de Censo de cães e gatos? Pois então, é o Pet Censo. Desenvolvido pela Dog Hero e Pet Love a