Buscar
  • davivalar

MASSAGEM É BOM, FAZ BEM E O PET GOSTA

A prática fortalece o vínculo com o tutor e ajuda em diversos problemas


Vai dizer: uma boa massagem relaxante é a melhor coisa do mundo. Não é mesmo? Nossos pets também sabem curtir essa prática. E melhor ainda - o hábito de massagear o pet traz inúmeros benefícios para os peludos.


A começar pelo vínculo entre o animal e o tutor que é fortalecido com uma boa sessão de massagem e a demonstração de afeto mais intenso. Outro ponto importante é que com o tempo o pet vai acostumando com toques em áreas mais sensíveis, o que ajuda bastante no manuseio em consultas veterinárias, banhos e tosas. Além disso, é possível a identificação precoce de feridas, inchaços ou pontos de dor que podem indicar que eles estejam com algum outro problema.


Melhora na circulação


A circulação sanguínea é outro fator que é beneficiado com uma boa massagem. Por meio do estímulo do toque, os vasos sanguíneos são dilatados e assim permitem uma melhora na circulação do sangue prevenindo doenças cardiovasculares. Outro ponto positivo é a liberação de ocitocina, hormônio responsável pelo relaxamento e bem estar do bichinho, diminuindo assim o estresse e a ansiedade deles.


Como fazer uma boa massagem


Não basta apenas passar a mão no bichinho, é preciso ter ritmo, pressão e coordenação para diferenciar uma boa massagem de um simples carinho.

- Tenha paciência inicialmente e respeite a vontade do seu pet caso ele não queria. É melhor começar aos poucos, com calma, sem forçar, para evitar que a prática cause aversão ao toque no animal;


- Escolha um local calmo e agradável para o pet. Preferencialmente que ele já esteja habituado, sem muitas distrações e que você não tenha outros compromissos para realizar a tarefa com bastante calma e tranquilidade;


- Comece pela cabeça, que é o local em que o pet já está acostumado a receber carinho e é uma região não muito invasiva;


- Aos poucos desça para o pescoço e os ombros, realizando movimentos circulares;


- Passe para a coluna vertebral massageando sem muita pressão toda extensão dela até o rabo;


- Vá em direção a barriga do pet. Essa é uma região muito sensível, por isso a massagem deve ser com cuidado e bem suave;


- Finalize a prática nas pernas e patas do animal. Utilize os seus polegares e faça movimentos circulares até os dedinhos do bichinho.


Aproveite o momento e observe cada parte do corpinho do animal se existe algum desconforto, ponto de dor ou mudança de comportamento. Isso é indicativo de alguma lesão de pele ou problemas nas articulações. Se o pet dormir durante a prática, deixe-o relaxado curtindo o momento ao final da sessão.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A MELHOR FORMA DE FALAR COM O SEU CACHORRO

Um estudo realizado na Universidade de Lórand, em Budapeste, sugere que os pets são capazes de decifrar não só a entonação, mas também as próprias palavras A nossa comunicação diária com os peludos é

COMO COMEMORAR O ANIVERSÁRIO DO SEU PET

Na semana em que completamos 5 anos, falamos um pouco sobre aniversário dos peludos As festinhas de aniversário dos peludos estão cada vez mais populares e fazem a alegria da “gurizada”. Fazer uma fes

APRENDA A LIDAR COM OS LATIDOS EXCESSIVOS DO SEU CACHORRO

Conviver com cães que latem de forma constante é no mínimo desafiador O latido é a principal forma de comunicação dos nossos cachorros. Mas quando eles passam da conta, podem causar muitos problemas.