Buscar
  • davivalar

MASSAGEM É BOM, FAZ BEM E O PET GOSTA

A prática fortalece o vínculo com o tutor e ajuda em diversos problemas


Vai dizer: uma boa massagem relaxante é a melhor coisa do mundo. Não é mesmo? Nossos pets também sabem curtir essa prática. E melhor ainda - o hábito de massagear o pet traz inúmeros benefícios para os peludos.


A começar pelo vínculo entre o animal e o tutor que é fortalecido com uma boa sessão de massagem e a demonstração de afeto mais intenso. Outro ponto importante é que com o tempo o pet vai acostumando com toques em áreas mais sensíveis, o que ajuda bastante no manuseio em consultas veterinárias, banhos e tosas. Além disso, é possível a identificação precoce de feridas, inchaços ou pontos de dor que podem indicar que eles estejam com algum outro problema.


Melhora na circulação


A circulação sanguínea é outro fator que é beneficiado com uma boa massagem. Por meio do estímulo do toque, os vasos sanguíneos são dilatados e assim permitem uma melhora na circulação do sangue prevenindo doenças cardiovasculares. Outro ponto positivo é a liberação de ocitocina, hormônio responsável pelo relaxamento e bem estar do bichinho, diminuindo assim o estresse e a ansiedade deles.


Como fazer uma boa massagem


Não basta apenas passar a mão no bichinho, é preciso ter ritmo, pressão e coordenação para diferenciar uma boa massagem de um simples carinho.

- Tenha paciência inicialmente e respeite a vontade do seu pet caso ele não queria. É melhor começar aos poucos, com calma, sem forçar, para evitar que a prática cause aversão ao toque no animal;


- Escolha um local calmo e agradável para o pet. Preferencialmente que ele já esteja habituado, sem muitas distrações e que você não tenha outros compromissos para realizar a tarefa com bastante calma e tranquilidade;


- Comece pela cabeça, que é o local em que o pet já está acostumado a receber carinho e é uma região não muito invasiva;


- Aos poucos desça para o pescoço e os ombros, realizando movimentos circulares;


- Passe para a coluna vertebral massageando sem muita pressão toda extensão dela até o rabo;


- Vá em direção a barriga do pet. Essa é uma região muito sensível, por isso a massagem deve ser com cuidado e bem suave;


- Finalize a prática nas pernas e patas do animal. Utilize os seus polegares e faça movimentos circulares até os dedinhos do bichinho.


Aproveite o momento e observe cada parte do corpinho do animal se existe algum desconforto, ponto de dor ou mudança de comportamento. Isso é indicativo de alguma lesão de pele ou problemas nas articulações. Se o pet dormir durante a prática, deixe-o relaxado curtindo o momento ao final da sessão.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

COMO ADAPTAR SUA CASA PARA O PET

O processo de adaptação do lar exige certa dose de dedicação dos tutores Cachorro gosta de estar sempre perto do seu dono. Certamente ele vai preferir estar com você em um apartamento pequeno do que e

ACERTE NA HORA DE ESCOLHER UM CACHORRO DE PEQUENO PORTE

Eles são fofinhos mas nem sempre calminhos As raças pequenas são, geralmente, as mais “fofinhas” e desejadas na hora de escolher um pet. Isso se dá principalmente pelo espaço físico de convivência com

CACHORRO SENTE FRIO COMO AS PESSOAS?

Com a chegada do inverno é importante saber identificar e proteger bem os peludinhos Por mais que pareça óbvio para muita gente, essa é uma dúvida bastante comum entre os tutores. Por isso, é importan